sexta-feira, 2 de maio de 2008

Não esqueço

Fumaça que sobe aos céus
Minha boca é chaminé


Como você criou
A sua sensação?


Formar figuras nas alturas
Eu sou criador de nuvens


Mais uma vez eu pergunto:
Como você criou
A sua sensação?


Chove agora em minha boca
E minha garganta é cachoeira


Não canso de perguntar:
Como você criou
A sua sensação?


A água desce e enche os rios
Os peixes morrem
E os pássaros se afastam


Como? Me diga!
Como você criou
A sua sensação?



[solitude_]

3 comentários:

404 Not Found disse...

pára com essa diamba!
HSOIAHIOSHOI
to brincando :*

Dili Nharez disse...

xila_

Igor Lessa disse...

Talvez ela tenha se criado sosinha. Sensações, às vezes são independentes, rs
Belo poema.



Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso