quinta-feira, 17 de abril de 2008

Só o que eu preciso

Minhas pernas tremem.
Estar bem não é mais importante.

Minha única preocupação agora
É continuar em pé.

Manter-me firme, enquanto o mundo me esmaga.
Esmaga a mim e às minhas esperanças.

Todos os sonhos foram perdidos.

Se ao menos eu tivesse onde me apoiar...
Poder dar o mínimo de descanso para minhas pernas.

Eu esqueci a felicidade.
Esqueci o desejo.

O que vejo agora é só a necessidade.
E o que preciso, nesse momento,
É continuar em pé.



[solitude_]

Um comentário:

Dili Nharez disse...

O descanço das pernas, na vida, é a morte.