sábado, 12 de abril de 2008

Esclarecendo e acrescentando algumas dúvidas

Eu queimo a vida e tudo o que há nela!

Agora eu posso dizer: é por amor meu sofrimento.
Chorei e amei sozinho,
Enquanto andava pelas desgraçadas trilhas traçadas pelo destino.


Minhas súplicas de nada adiantaram.
Fui humilhado perante aqueles que mais admirava.
Meus heróis morreram;
Foram massacrados pelo meu ego incandescente.


Fiz uma troca equivocada:
A razão e a sabedoria pela displicência.

O que antes era certo se tornou duvidoso.
A loucura tomou posse sobre minha mente.
A estupidez reinou sobre minhas ações.


Se eu pudesse voltar no tempo.
Mudaria algumas poucas coisas.
Os detalhes que fazem toda a diferença,
No final.

Faria minha própria roupa
Calçaria eu mesmo meus sapatos

Para que, por fim, pudesse caminhar sobre uma humilde e quem sabe menos triste estrada, feita por mim e mais ninguém.



[solitude_]

2 comentários:

404 Not Found disse...

meus herois morreram de overdose...
meus inimigos, estão no poder..

em todo começo há um fim e ainda é tempo de fazer um novo caminho, sem curvas ou bifurcações :*

Dili Nharez disse...

acho que um dos teus melhores textos

cheio de subjetivismo, emoção e um tanto mais de clareza