sábado, 17 de maio de 2008

Falsas palavras


Transcender as barreiras da existência

Com a fúria dos impetuosos

E a paciência dos imortais.

***

Eu sou o vir-a-ser

Sou o futuro dos meus antepassados

Eu sou nada

O universo em construção

Eu sou a idéia

Sou o agir em consciência

Vivo pra ser o que sou

Morro pra ser o que quero.



Eu Sou mais que corpo

Sou mais que palavras.





É hora de parar, já menti muito por hoje.




[solitude_]

5 comentários:

Secoelho disse...

Não, apesar do texto, nunca fui roubada... Mas, tu não concorda com o que eu disse?
Faço jornalismo...

Secoelho disse...

E não acho que você mentiu demais...

*Raíssa disse...

Talvez não seja mentira.

Adorei o texto!

:*

Igor Lessa disse...

Hahaha, muito bom. Gostei muito do desfecho. Mas concordo com a Raíssa ai em cima: talvez não seja mentira.

Você responde!

Um abraço!


Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

404 Not Found disse...

é tudo real (suas) nas mentiras.